Vamos para Moscou!


Moscou impressiona e conquista fácil! Das histórias dos czares, das paixões dos escritores! As igrejas, os museus, restaurantes badalados! A época soviética, arquitetura, belas estações de metrô para curtir sem pressa... as marcas do Comunismo! Kremlin, a Praça Vermelha, que show! A beleza de Moscou, imponente, dinâmica, cosmopolita, os passos do Bolshoi... quanta coisa para curtir! O Mosteiro de Serguei Possad, no Anel de Ouro... Hotéis e restaurantes que são o máximo!




Praça Vermelha


Praça Vermelha é o cartão postal mais bonito de Moscow, a praça mais famosa, conhecida pelos desfiles militares soviéticos durante a era da União Soviética, e onde acontecem shows. A praça separa a cidadela real, conhecida como Kremlin, do bairro histórico de Kitay-gorod. Como grandes ruas de Moscou partem da praça em várias direções, prolongando-se em rodovias para fora da cidade, a Praça Vermelha pode ser considerada como a praça central de Moscou e de toda a Rússia.
O nome de Praça Vermelha não deriva da cor dos tijolos ao seu redor, nem da associação da cor vermelha ao comunismo; na verdade, o nome surgiu porque a palavra russa красная (krasnaya) pode significar tanto "vermelho" como "bonito". A palavra foi empregada originalmente (com o sentido de "bonito") à Catedral de São Basílio, e foi mais tarde transferida à praça. A Praça Vermelha à noite também é um show!

                                        Kremlin 


Kremlin é a fortaleza situada no centro da cidade e que serve de sede do governo da Rússia. Ocupa cerca de 30 hectares e contém vários monumentos no seu interior.
Em 1156, Yuri Dolgoruky, o fundador de Moscou, ordenou sua  construção no monte Borovitsky, com fosso ao redor para proteção.Nos anos que se seguiram foi sendo sucessivamente alargado e um segundo fosso foi construído. Em 1339, foram  construídas paredes e as primeiras torres do Kremlin. Em 1367 Dmitry Donskoi reconstruiu o Kremlin em pedra calcária, o que deu a Moscou o nome de cidade branca. Este Kremlin era quase tão grande quanto o atual. Durante o governo de Ivan III, em 1495, foram construídos os muros e torres atuais e muitas das igrejas e palácios.


Ivan III mandou construir uma praça em frente do Kremlin, hoje chamada Praça Vermelha, (Vermelho significa "bonito") para evitar que os inimigos se pudessem aproximar da fortaleza sem serem vistos. No século XVII as torres foram ornamentadas com as cúpulas atuais e amuralha do Kremlin com 20 torres, das quais a principal é a Torre do Salvador (ou Torre Spasskaya).


Em sentido horário seguem as torres do Senado; São Nicolau, Arsenal do Canto, Arsenal do Meio, Trindade, Comandante, Armaria, Borovitskaya, Água, Anunciação, Segredo, duas torres sem nome, Beklemishev, São Constantino e Santa Helena, Alarme e finalmente a Torre do Czar.


                                        Armeria

É o maior e mais antigo museu (1951) de arte aplicada e decorativa da Rússia, conhecido mundialmente pelas beleza e riquezas, como  os tesouros dos Czares, carruagens e tronos, coleções raríssimas de artigos de ouro e prata do séc. XII ao XIX, armamentos dos soldados russos do século XII, XVI. No mesmo edifício está a exposição estatal permanente do Fundo dos Diamantes, com peças belíssimas e  valiosas de joalheria artesanal, as coroas, jóias pessoais, relíquias dos czares e raras gemas preciosas, imperdível!! (Não esqueça que é preciso comprar outro ingresso para entrar e não é permitido entrar com câmeras nem celulares.)




Também na Armeria estão em exibição peças concebidas por mestres joalheiros dos czares russos, incluindo os famosos Ovos de Páscoa únicos da Casa Fabergé, produzidos entre o século XVIII e o início do século XX. Maravilhas da Rússia!
Em frente à Torre da Trindade, no exterior do Kremlin, situa-se ainda a Torre Kutafya.

                          Portão da Ressurreição

O portão com duas torres vermelhas e cúpulas verdes, é a entrada para a Praça Vermelha,  cópia do original de 1680 que foi demolido em 1931. O que mais chama atenção é a mini-capela de cúpula azul celestial, dedicada a Virgem Iveriana, do séc.  XVIII, rota do czar quandochegava à Moscou, antes de ir ao Kremlin.

                            Catedral de São Basílio

A Catedral de São Basílio , é uma catedral ortodoxa russa maravilhosa, erguida na Praça Vermelha em MoscouRússia, entre 1555 e 1561. Construída sob a ordem de Ivã IV da Rússia, para comemorar a captura de Kazan e Astrakhan, marca o centro geométrico da cidade e o centro do seu crescimento, desde o século XIV. Foi o edifício mais alto de Moscou até a conclusão doCampanário de Ivã, o Grande, em 1600.



O projeto do edifício, em forma de chama de uma fogueira subindo ao céu,  de tradição bizantina, surpreende pela sua imprevisibilidade, complexidade e beleza.
São várias capelinhas internas, uma mais linda que a outra, em estilos diferentes, como um labirinto. Imperdível!


                       Museu Histórico de Estado

É o maior museu histórico nacional da Rússia, com enorme acervo da história da Rússia, desde a época peleolítica até os dias atuais. Sua construção levou 6 anos e em 1894 o museu tinha o nome Museu Histórico Imperial Russo de Aleksandr III, depois da revolução socialista, o nome oficial do museu foi mudado para Museu Estatal Histórico Russo e a depois de  fevereiro de 1921,Museu Histórico Estatal(Praça Vermelha)

                                  Teatro Bolshoi

O Teatro Bolshoi é um edifício histórico da cidade de Moscou. Foi projetado pelo arquiteto Joseph Bové (Osip Ivanovich Bové) para abrigar espetáculos de ópera e ballet. É sede da Academia Estatal de Coreografia de Moscou, também conhecida como Academia de Balé Bolshoi, ou simplesmente Balé Bolshoi, sendo uma das mais antigas e prestigiosas companhias de dança do mundo. O complexo tem 3 salas de espetáculos; uma no edifício principal, outra no subsolo para concertos de câmara, (embaixo da fonte na praça central, com entradas independentes por blocos de vidro, tipo a Apple store da Fifth Avenue, NY) e a outra em um prédio novo, ao lado. Assistir à um ballet é imperdível, mas veja onde está passando, se for no novo, não é a mesma coisa... aí vale fazer o tour pelos bastidores do teatro para conhecer, super interessante, onde trabalham 4 mil pessoas.




A visita é super exclusiva, com grupo pequeno, hora marcada, para sonhar com o tempo dos czares, onde Nicolau e Alexandra recebiam seus convidados nos salões particulares.


                      Museu Pushkin de Belas Artes  


Museu Estatal Pushkin de Belas Artes é o maior museu de Moscou dedicado à arte européia, e um dos maiores do mundo neste gênero.
 Com acervo mais de 500 mil obras de arte, entre pinturas, esculturas, gravuras, desenhos, artes decorativas, arqueologia, fotografia e numismática. Também possui um Arquivo Documental com papéis científicos, históricos e epistolares.



A coleção de pinturas é a mais importante do museu e  a ala dos Impressionistas é maravilhosa! Iniciada com doações de M. S. Shchekin ainda antes da inauguração oficial do museu, foi sendo enriquecida a partir de 1924 com peças trazidas de São Petersburgo e doações moscovitas, além de receber transferências de outros museus, onde se destacam as do Hermitage.

                            Estações de Metrô  

As estações de metrô de Moscou são como museus, ricas com belos lustres, esculturas, afrescos, maravilhosas!
Construídas na época do Comunismo são bem marcantes, com esculturas agressivas de soldados com armas, cachorros (Para dar sorte é obrigatório passar a mão no focinho do cachorro, os russos são bem supersticiosos.)
São 182 estações, vale a pena dar uma circulada para conhecer, mas cuidado para não se perder!
O metrô é bem profundo, escadas rolantes enormes, bem eficiente de linhas com vagões novos, limpos e lotados! O melhor é ir com algum nativo, como um guia, pois não há informações em inglês e as estações só são anunciadas em russo.



Fonte:vamospararussia.com

Solicitar um Orçamento

Vem Viajar

Grupo Vem Viajar.com - Europa Travel - Conexão Disney.

A mais de 20 anos no mercado, acesse nosso site e confira nossos roteiros!

Um comentário:

  1. Pros homens solteiros de plantão, passei um mês na Rússia e resolvi escrever meu relato de viagem em Moscou, um harém de mulheres belíssimas: http://viajanteanonimo.com/moscou-e-suas-maravilhas-russas/

    ResponderExcluir